Arquivo da tag: Windows

Menu “Iniciar” estará (finalmente) de volta ao Windows

No evento Microsoft Build Developer Conference 2014, a Microsoft apresentou uma novidade mais que esperada para quem comprou um computador com Windows 8 (principalmente, computadores sem o recurso de touch screen) ou quem atualizou seu sistema à partir do Windows 7 para o 8: o Menu Iniciar.

Continuar lendo Menu “Iniciar” estará (finalmente) de volta ao Windows

WinUSB: crie pen drives de instalação do Windows

E agora que os ultrabooks trazem de volta a situação de precisarmos instalar um sistema operacional de um flash drive? Usamos o tutorial que ensina a criar um pen drive “bootável”, ou utilizamos uma solução que não necessite de linhas de comandos? Continuar lendo WinUSB: crie pen drives de instalação do Windows

Proteja seu Windows das ameaças virtuais

Embora usuários de Windows com licença regularizada tenham disponível o Windows Defender, usuários de licenças irregulares (leia-se “Jack Sparrow”) devem recorrer a outras formas de proteger seu computador contra ameaças, como vírus e trojans.

Embora seja altamente aconselhável a utilização de Windows original Continuar lendo Proteja seu Windows das ameaças virtuais

Formatar o PC nem sempre é a melhor opção

A quantidade de pessoas que possuem computador em casa cresceu de forma monstruosa nos últimos anos. Na mesma proporção, cresceu a quantidade de “técnicos em informática” prontos para destruir todos os dados de seu computador e zerar a instalação do Windows por qualquer “trinta real”, mas é realmente necessário formatar um computador ou notebook por causa de lentidão ou vírus?

O caminho mais fácil

É muito comum encontrar em pontos de ônibus, folhas A4 com a divulgação deste tipo de trabalho. Realmente, muita gente acha que a maioria dos problemas de um PC será resolvida com uma formatação, mas algumas vezes, uma formatação feita por um profissional meia-boca pode substituir dois problemas por meia dúzia.

Qualquer problema que houver na instalação de um sistema operacional pode ser resolvido com uma reinstalação do mesmo. O HD é apagado (o que não é verdade), o sistema é reescrito no disco e o cliente perde todas as imagens, músicas, vídeos e documentos que houver no computador, mas o que pouca gente presta atenção é no pós-instalação. Já cansei de pegar notebooks e desktops de amigos que foram formatados por técnicos de garagem e sair procurando drivers de vídeo, áudio, rede e outros que esses mesmos “profissionais” deveriam ter instalado logo após a formatação.

O cliente nem sempre sabe o que é melhor nesses casos. Para ele, desde que a formatação resolva o problema da lentidão, tá valendo, mesmo se tiver de sacrificar alguns arquivos pessoais. Cabe ao verdadeiro técnico mostrar para o cliente que não é sempre formatando que se resolve o problema. Na maioria dos casos (70%), alguns simples ajustes no sistema podem fazer com que ele se comporte como se tivesse acabado de ser instalado.

O caminho correto

Em primeiro lugar, deve-se recorrer ao MSCONFIG, ferramenta que permite habilitar e desabilitar programas que inicializam junto com o sistema. Isso porque ao longo do uso do sistema, o cliente invariavelmente irá instalar uma enorme quantidade programas. A maioria desses programas quer garantir seu espaço na inicialização do sistema, sendo carregados logo após o login no Windows, o que é péssimo, pois nem sempre o cliente irá utilizar o programa, mas ele irá ocupar espaço na memória RAM e também consumir recursos do processador.

Comofas?

Simples. Memorize ou anote os programas essenciais para o funcionamento do Windows, assim como drivers. Antivírus também é recomendado que seja inicializado junto com o sistema. O resto, TODO O RESTO, pode ser desmarcado.

Abra o aplicativo msconfig procurando-o no campo de busca do Windows e localize a aba “Inicialização de programas”. No exemplo da imagem abaixo, vemos que apenas o essencial para que o Windows na máquina virtual funcione. O Skype está desabilitado da inicialização porque só quero que ele inicialize quando eu for utilizar.

msconfig

Feito o passo acima, reinicialize o computador e você já sentirá uma enorme diferença. O próximo passo é desinstalar programas inúteis, como barras de busca de navegadores, aplicativos de downloads, como o ARES e tudo aquilo que o cliente considerar essencial. Lembre-se: para quem queria uma formatação, nada ali será essencial, então, cabe a você também tomar boa parte dessas decisões. Programas como leitores de PDF, pacotes de codecs, leitores de vídeo, suites de escritórios, programas Oracle e Microsoft podem (e devem) ser mantidos para que a experiência de uso do cliente não seja reduzida.

para quem queria uma formatação, nada ali será essencial, então, cabe a você também tomar boa parte dessas decisões.

Uma forma de selecionar quais programas manter é verificar o editor do aplicativo na tela de desinstalação (Painel de Controle > Programas > Desinstalar um programa).

Painel

75% dos passos estão prontos e uma enorme diferença será sentida no uso do sistema. Pergunte ao cliente o que existe no computador que pode ser excluído (verifique a pasta de downloads. Normalmente ela estará lotada de coisas que o cliente copiou para outros lugares e esqueceu de apagar).

Se o cliente for usuário do navegador Google Chrome, existe uma enorme possibilidade de ter algumas extensões inúteis, do tipo que só servem para mostrar publicidade quando não o cliente não quer ver publicidade. Desinstale-as através do caminho Configurações > Extensões > Desinstalar. Reinicialize o computador.

Chrome

Quase pronto! O próximo passo é essencial. O toque de mestre.

Pouca gente sabe que o Windows possui uma excelente ferramenta de diagnóstico e melhora de desempenho – o Desfragmentador.

É normal ao longo do uso do computador – com Windows, vale lembrar – arquivos ficarem fragmentados pelo disco rígido. Ao abri-los, o sistema precisa buscar na tabela de alocação de arquivos os setores que o arquivo está armazenado no HD, montá-lo e carregar na memória RAM. Se o arquivo estiver fragmentado, esse processo poderá ser mais demorado do que deveria.

Para utilizar essa ferramenta, acesse a pasta “Computador” (Meu computador para Windows XP), clique no ícone do HD (Disco Local C e/ou Disco Local D) com o botão direito do mouse e selecione a opção “Propriedades” e selecione a aba “Ferramentas”.

Propriedades

Em seguida, clique no botão “Desfragmentar agora”. A próxima janela a se abrir irá mostrar os discos locais. Selecione o HD que contém a instalação do Windows e clique no botão “Desfragmentar agora”.

Defrag

O processo poderá tomar bastante tempo entre análise, mover arquivos e consolidação. Tenha a certeza de que o sistema finalize o processo. Se desejar, pode repetir a desfragmentação mais uma vez para que o sistema faça um trabalho mais consistente, no entanto, apenas uma desfragmentação já é suficiente.

Pronto! O sistema irá parecer que foi formatado e estará pronto para o cliente bagunçar todo o computador novamente 🙂

Considerações finais

Este tipo de trabalho, por preservar os arquivos do cliente e ainda manter a maioria dos programas essenciais, tomar mais tempo e garantir a comodidade do cliente não precisar reinstalar os programas que ele mais utiliza, pode até ser cobrado mais do que uma “formataçãozinha” de 30 reais. Mostra que você sabe o que faz e ainda garante a satisfação do cliente.

E você? O que achou das dicas? Tem algo a compartilhar conosco?

Inkscape: ferramenta Profissional a custo zero

inkscape-logoO Inkscape já foi assunto de um post aqui no Orgulho Geek, mas até pouco tempo, eu o utilizava de forma tímida, quase sempre para utilizar a ferramenta “Clip”, porém, no mês de Janeiro, embora tenha dedicado menos tempo ao blog, ocupei-me por alguns dias a estudar e aprender um pouco mais sobre essa ferramenta fantástica e vou compartilhar alguns resultados obtidos com vocês.

O passado preso

Quem acompanha o blog desde “O Pirata Digital”, pode perceber que o assunto foco do blog mudou em 2010, deixando de ser um blog Windows-Oriented para ser mais Linux-Oriented, porém, boa parte das imagens que eram tratadas desde 2008, época em que comecei a brincar de blogueiro (e que depois tornou-se algo mais sério) eram tratadas e montadas no Macromedia Fireworks 8. O Fireworks foi por um tempo o meu “calcanhar de Aquiles”, mas em 2012 comecei a utilizar aos poucos o Inkscape para montagens e em 2013 estou surpreso com o tempo que perdi.

Apresentando

Para quem não sabe de que se trata, o Inkscape é uma ferramenta de desenho vetorial de código-fonte aberto similar ao Corel Draw. Seus inúmeros recursos colocam essa ferramenta em um nível de qualidade que poucos softwares Open Source ou GPL compartilham.

Inkscape
Inkscape

O formato de arquivos padrão do Inkscape é o SVG – Scalable Vector Graphics – que, dentre outros padrões, é suportado pelo novo padrão HTML5 e sua vantagem, que além de preservar a qualidade de uma imagem independente do tamanho em pixels que você redimensionar, ainda manterá seu arquivo original em um tamanho em disco muito menor do que o padrão CDR da Corel.

As plataformas suportadas

O Inkscape está disponível para Linux, Mac e Windows. Atualmente ele está na versão 0.48.3, mas não significa que seja um alpha ou beta reselase. Você pode instalar o Inkscape no seu Ubuntu através da Central de programas, ou baixar o instalador para seu sistema operacional no site oficial do projeto sem custo algum, enquanto o Corel Draw hoje é vendido em uma suite que não sai por menos R$ 1,300 Dilminhas.

Preços proibitivos para estudantes
Preços proibitivos para estudantes

 

Os exemplos

Não dá pra falar de santo sem contar os milagres, por isso, resolvi seguir alguns tutoriais no começo do uso do Inkscape para aprender a fazer alguns efeitos, depois, segui meu caminho no aprendizado do programa. Embora eu tenha uma enorme vontade de ser designer gráfico, sou apenas um estudante de Análise de Sistemas.

Convite de aniversário
Convite de aniversário

 

A festa é fictícia, pessoal :)
A festa é fictícia, pessoal 🙂
Lente desenhada no Inkscape
Lente desenhada no Inkscape

 

Ícone do app "Music" do Ubuntu Phone OS
Ícone do app “Music” do Ubuntu Phone OS
Desenho seguindo um tutorial
Desenho seguindo um tutorial

Se eu que não sou designer posso fazer isso, o que será que um profissional consegue fazer? Muitos outros exemplos de arte digital completamente feita no Inkscape podem ser encontrados no DeviantART.

Microsoft tá boazinha! Ganhe uma licença do Windows Media Center para Windows 8 Pro

É isso aê! A Microsoft largou mão de ser mão de vaca e está oferecendo aos felizes (!!!) possuidores do Windows 8 Pro uma chave de ativação do Windows Media Center para Windows 8.

0001

Para adquirir gratuitamente sua licença, basta possuir uma cópia do Windows 8 Pro original e um email válido.

Tá esperando o que? Clique aqui e pegue já a sua! Tá tudo liberado até 31 de Janeiro.

Vale lembrar que o Windows Media Center está totalmente destoado da interface ModernUI.

Humble Indie Bundle exclusivo para Windows traz títulos AAA da THQ pelo preço que você quiser

// < ![CDATA[
// < ![CDATA[
// < ![CDATA[
//
// < ![CDATA[
// < ![CDATA[
// < ![CDATA[
//

Okay, isso não é nem um pouco legal para nós, usuários Linux, mas é super legal para quem quer se divertir o quanto quiser pelo preço que quiser pagar!

Acabou de ser lançada a nova campanha Humble Indie Bundle, que de Indie não traz nada!

São 6 jogos AAA, que, se comprados juntos no Steam, não sairia por menos de 200 Dilminhas!
Os títulos são Darksiders, Metro 2033, Red Faction: Armageddon, Company of Heroes, Company of Heroes: Opposing Fronts e Company of Heroes: Tales of Valor, e pagando acima do valor médio (que, no momento está em $ 5.22 Obaminhas, você ainda leva Saints Row – The Third.

As formas de pagamento são Cartão de crédito, Google Wallet e PayPal e o melhor de tudo: além da trilha sonora, você ainda pode ativar todos os jogos na sua conta Steam.

Tá esperando o que para comprar o seu? http://www.humblebundle.com

Aproveite que você está aqui e já sabe do Humble Bundle e curta nossa nova fanpage no Google+!

Como aumentar o desempenho de sua GPU Intel HD no Windows

//
//

Jogar faz bem. Sabemos que desenvolve o raciocínio lógico e ajuda a tomar decisões de forma mais rápida, porém, sabemos que jogos eletrônicos também requerem uma máquina poder de processamento e de exibição de vídeo de alto desempenho, contudo, nem sempre podemos pagar o preço da diversão.

Para aquelas pessoas que ainda não podem comprar uma placa de vídeo NVidia Geforce GTX690 e tem de se virar com uma GPU Intel HDxxxx, presente na maioria dos processadores da linha Core i(X), a Intel preparou uma tecnologia chamda Turbo Boost, que pouca gente conhece.

Seguindo algumas dicas extraídas de documentos da própria Intel, consegui aumentar em até 15% o desepenho em alguns jogos como Street Fighter IV, Devil May Cry IV e o que já roda lisinho Portal 2 em um processador Core i3 da linha Sandy Bridge. Confira o trecho do documento:

Intel is also enabling end-user controls. The controls are part of the Microsoft Operating System Power Plan settings (see Figure 7) and Intel® Graphics and Media Control Panel CUI controls (see Figure 8). Intel chose to follow the three industry-established power settings: Maximum Performance, Balanced, or Maximum Battery.

The OS attempts to maintain the highest performance state on the processor core when the Power Plan options in the OS are set to Maximum Performance. Intel Turbo Boost Technology Driver will place a bias on power budget requests to the processor core in this configuration, regardless of graphics CUI setting. When the OS power option is set to Balanced, the driver will bias the processor core unless the graphics CUI is set to Maximum Performance. The final option, Maximum Battery, will essentially disable Intel® Turbo Boost Technology by  preventing the OS from allowingthe processor to enter its highest performance state.

Intel Graphics and Media Control Panel CUI settings work similarly to the Power Plan in the OS. Selecting Maximum Battery limits the graphics frequency to the guaranteed frequency for the part. Maximum Performance and Balanced settings work similarly to the Power Plan as well, except when there is a request from both the  processor and the graphics cores for power budget. In this circumstance, the Intel® Turbo Boost Driver will make a determination regarding which core will receive the budget (based upon the Power Plan setting). In most cases, the power budget is given to the processor core unless it is set to Balanced or Maximum Battery, and the graphics is set to Maximum Performance.

Ou seja, na prática, o processador irá solicitar mais energia ao SO para liberar acesso aos recursos avançados de gráficos, o que irá consumir mais energia da bateria de seu notebook. Então, para configurar corretamente o seu sistema para tirar melhor proveito de sua placa de vídeo integrada Intel HD3000 ou Intel HD4000, presente nos processadores de segunda e terceira geração da linha Intel Core i3, i5 e i7, siga as instruções abaixo:

Primeiro, será necessário alterar as configurações do painel de controle de vídeo da Intel. Para isso, clique com o botão direito do mouse na área de trabalho e selecione a opção “Propriedades Gráficas”.

Na tela inicial do painel de controle Intel, selecione a opção “Modo avançado”. Isso irá pular o assistente de configurações e iremos direto ao que interessa.

Já dentro da tela de configurações, na lateral esquerda, selecione a opção “Energia”. Em “Fonte de alimentação” selecione “Ligado na tomada” e em “Planos de Energia” selecione “Desempenho Máximo”. Clique em “Aplicar”.

Em seguida, abra o Painel de Controle do Windows em Iniciar > Painel de Controle:Dentro do Painel de Controle, selecione a opção “Sistema e Segurança”:

Clique em “Opções de Energia”:Finalmente, marque a opção “Alto Desempenho”.E experimente os jogos que você costuma jogar.

Lembre-se que as funções de AA – Anti-Aliasing consomem muito mais recursos gráficos do que uma Intel HD é capaz de prover, assim como a filtragem anisotrópica.
Alguns games poderão ter uma melhor resolução selecionada e uma melhoria na quantidade de fotogramas por segundo, os famosos FPS (não confundir com First Person Shooter, o estilo de jogo).

Fatos importantes em tecnologia

Demorei postar algo no blog (algo em torno de um mês) e sei que muita coisa aconteceu desde então, por isso, dentro daquilo que se enquadra no foco do Orgulho Geek, vamos aos fatos:

 

Asus prepara seu Kinect para PC

A fabricante Asus, famosa por suas placas-mãe de boa qualidade no passado e por alguns note e netbooks nos últimos anos está pronta para trazer ao mercado ainda no ano de 2011 um produto realmente desejado nos computadores: O Wavi Xtion, um clone de Kinect, mas com foco em computadores.

wavi

O Wavi Xtion traz o mesmo sensor da PrimeSense que o Kinect possui. Isso só é possível porque o sensor é tecnologia desenvolvida pela própria PrimeSense e não pela Microsoft. Sendo assim, esta tecnologia poderá estar em breve em uma ampla categoria de produtos. De set-top-boxes até geladeiras.

 

Windows 8 em desenvolvimento

Após ter uma ampla base de usuários instalada e feliz, ao que parece em recentes notícias pela internet, é que a Microsoft está trabalhando em uma nova versão do Windows, que já foi apelidada de Widnows 8.

Segundo informações não oficiais, esta versão do Windows irá “resgatar” os gamers de PCs em uma possível loja de distribuição de conteúdo (programas e games) sob demanda, assim como o Steam, além de trazer novos “features”, como boot e desligamento mais rápidos com um sistema de logoff e hibernação híbridos, suporte aos padrões USB e Bluetooth 3.0, suporte para sensores de proximidade e de movimentação e um método de backup e restauração similar ao Time Machine, da Apple.

O prazo estimado (e não oficial) para o lançamento do Windows 8 é no final de 2012 ( pouco antes do fim do mundo).

 

Razer apresenta portátil voltado para games

 

Vídeo mostra o projeto-conceito do Switchblade e nos deixa babando…

A fabricante Razer, que normalmente traz aos PCs equipamentos voltados para jogadores, apresentou na CES (Consumer Electronics Show) 2011 um vídeo de seu portátil para games: O Switchblade.
Similar a um netbook (inclusive nas dimensões), o Switchblade trará além de um poderoso processador Intel e Windows 7, saídas USB 3.0, tela ultra-sensível à toques, saída de vídeo de alta definição, conexões Wi-fi e 3G e um fabuloso teclado que se adapta ao game, mostrando ícones no lugar dos botões de acordo com o as ações do game.

Embora o produto seja desejável, a Razer deixou claro que o Switchblade é um concept-design para o projeto e não um produto. Significa que pode nunca chegar a ver a luz das vitrines.

 

Novo “Portal” chega em Abril

Depois do sucesso de crítica e vendas do primeiro game Portal. De dar a cada jogador de Mac que aderisse a plataforma Steam no mês do lançamento da mesma para Macs um game Portal de presente e de ainda vender centenas de cópias do game, a Valve definiu uma data de lançamento da sequência de Portal para PCs, PS3 e Xbox 360: 04 de Abril de 2011 é a data de lançamento de um dos mais aguardados games da Valve.

 

Portal 2 promete ser ainda melhor que o primeiro.

O game traz novamente o computador maníaco GLaD0S preparando inúmeros quebra-cabeças para o jogador, além de dois simpáticos robozinhos que deverão trabalhar em conjunto para chegarem ao final do game.

portal-2-pc portal-2-xbox-360 portal-2-playstation-3

 

Revista brasileira dá “Assassin’s Creed” PC de brinde

FullgamesNão é bem assim, um brinde, mas é quase isso.
A revista FullGames comemora o seu centésimo número trazendo um game premiadíssimo para PCs e Videogames: Assassin’s Creed.

A Revista trás o game completo em inglês e o manual em português pelo precinho módico de R$ 17,90.

No número 98, a revista trouxe “Tom Clancy’s H.A.W.X”, um belíssimo game ao estilo de Ace Combat, mas com a qualidade “Tom Clancy” de games.

Ambos os números estão disponíveis em livrarias, lojas de departamentos e espacializadas (eu adquiri o meu na livraria Leitura do Shopping Vitória, embora já tivesse comprado o game por U$ 9.99 no Steam).

 

Ubuntu vira modelo para outras distros

O Ubuntu, objeto de assunto por diversas vezes aqui no Orgulho Geek, passou por mudanças consideráveis em suas duas últimas versões e na próxima trará uma ainda maior, com uma nova interface de usuário diferente da atual e das anteriores: O Unity.

O Unity traz um dock lateral, que diferentemente do Mac OS, foi projetada para aproveitar o lado esquerdo da tela ao invés da parte inferior, de modo que a tela ganhará espaço vertical (que realmente é reduzido com as telas widescreen) e usará como base para suas animações o Compiz.

Ao optar por desenvolver em conjunto com a comunidade uma interface diferen
te da atual e e da próxima versão da atual, que é o GNOME (e que ganhará sua nova versão ainda neste semestre), o Ubuntu acabou se tornando um modelo de sistema a ser seguido, incluindo neste meio o OpenSUSE, que também adotará parte do modelo da interface do Ubuntu em um projeto chamado GNOME:Ayatana.

Screenshot-3

Ao tomar o caminho de desenvolver uma interface única, o Ubuntu mais uma vez se destaca entre as milhares de distros Linux no mercado e dá mais um passo para se tornar a referência de software livre.

A próxima versão é a 11.04 e ficará pronta em Abril e se chamará Natty Narwal.

Virtual DJ agora é gratuito para uso caseiro

Outra matéria resgatada pelo tempo.

image

Alguns anos atrás eu havia escrito uma matéria falando do VirtualDJ. Um aplicativo que transformava você em um DJ (salvo a técnica destes excelentes profissionais da pista) e que era vendido por um precinho camarada: U$ 229, ou em reais, algo tipo o dobro (para a época). Hoje, para usar em casa, a aplicação é gratuita.

image

Disponível no site do fabricante do software (Atomix), o VirtualDJ traz as funções básicas de seu irmão pago, com direito a usar as duas bandejas, Loops, aumentar o Pitch e mesclar sons, além claro, de gravar a sua bagunça toda em arquivo MP3 para você detonar no som.

Uma opção bacana disponível no software é a “automixing”, que mixa seleção de músicas baseada no BPM dela. Bem bacana mesmo.

O software pode ser instalado no Linux através do WINE e funciona bem também, embora haja uma opção Open Source, que em breve porei aqui mais detalhes.

VirtualDJ Home Free está disponível para Windows e Mac. Para baixá-lo, visite o site do fabricante.

Leve 5 indie games contribuindo para a caridade

O Humble Indie Bundle é um experimento super interessante: Se você não é do tipo “Gamer Über” e gosta de jogar casualmente e ainda contribuir com quem faz o jogo e ajudar as crianças carentes, esta é a sua chance de ir além.

A promoção desta vez é a seguinte: Você leva cinco games e escolhe quanto quer pagar. Não é o máximo? E este dinheiro será revertido para a ajuda aos desenvolvedores dos jogos (algum é de código aberto) e parte vai para a Childs Play Charity.

Os games que fazem parte do pacote são: “World of Goo”, “Aquaria”, “Gish”, “Lugaru[HD]”, “Penumbra Overture” e em última instância, entrou na dança “Samorost 2”.

Os games são interplataformas e funcionam em Linux, Mac e Windows. As formas de contribuição são PayPal (a que eu usei), Amazon.com e Google Checkout.

Aproveite que você instalou o Ubuntu recentemente e se gosta de jogar, ajude aos desenvolvedores, às crianças carentes e divirta-se com isso!

na hora em que este artigo foi escrito (12/05 às 11:50 – horário de Brasília) faltavam 3 dias, 5 horas e o minutos para acabar as doações.

PS: interessante é notar que os usuários de Linux “doam” um valor médio maior que os de outras plataformas.

Acesse: Wolfire.com/humble#