Arquivo da categoria: Variedades

Liberando o inacabado, mas útil ebook Ubuntu – Guia do Iniciante 3.0

ubuntu-3-0

Após duas edições de sucesso do livro “Ebook” Ubuntu – Guia do Iniciante, levei um tempo bolando o que eu deveria colocar na próxima edição. Foram horas e mais horas de brainstorm tentando achar um tema dentro do Ubuntu que pudesse ser abordado e trouxesse uma novidade quente, mas nem tudo foram mil maravilhas para o sistema que já fora minha paixão.

O tempo passou, as prioridades mudaram e como o conteúdo do sistema não teve uma mudança drástica entre as versões 12.04 e 16.04, não justificava reescrever tudo do zero, sendo assim, atualizei alguns itens relacionados ao sistema operacional – desses itens, a maioria falta os prints de tela, e adicionei e atualizei bastante conteúdo relacionado ao Linux com a experiência adquirida ao longo desses seis anos (eu parei com o livro em 2016, bem no começo do ano).

Algumas coisas mudaram um pouco de lá para cá, incluindo o entusiasmo que eu sentia quando saia uma nova versão do sistema.

Hoje, venho aqui para anunciar que estou liberando o download da versão inacabada, mas útil, da terceira edição do livro, sob os mesmos termos que regem a segunda edição: você pode baixar, pode pode e pode compartilhar, mas não pode modificar e/ou vender.

Não digo que vou abandonar de vez o projeto, visto que sou entusiasta, mas não prometo retomá-lo. Tudo irá depender das transformações que o futuro me reserva e reserva ao Ubuntu.

Sendo assim, aproveite o conteúdo expandido de Linux no livro. Espero que o material lhe seja de grande valia e que possa servir tanto quanto os outros dois livros serviram a comunidade.

Por hora, despeço-me da comunidade de software livre.

Abraço!

download_icon.jpg

Produtora nacional lança canal no YouTube com conteúdo voltado para público Geek

Produtora nacional lança canal no YouTube com conteúdo voltado para público Geek

O Cultura Geek é um programa totalmente voltado para as plataformas de cinema, séries, games e HQ’s; Apresentado de forma dinâmica, o programa tende a ser informativo/Humorístico. Com criticas aguçadas, temos como objetivo levar as informações de todas as plataformas, de uma forma que até quem não acompanha entende. Não percam o primeiro episódio do programa CULTURA GEEK, o único do gênero totalmente em 4K de resolução. E não haveria forma melhor de estrear do que falando sobre a COMIC CON EXPERIENCE, o maior evento Geek do mundo, que aconteceu na semana passada em São Paulo. Em breve mais episódios.

Você pode conhecer mais sobre a produtora Red Line Filmes na página oficial do Facebook: https://www.facebook.com/CulturaGeekOficial

Monte você mesmo o seu próprio Steam Box

De tempos em tempos, publicamos artigos que ensinam nossos leitores a aproveitar o melhor da tecnologia. Seja através de softwares ou hardwares, como por exemplo, quando publicamos um infográfico mostrando como escolher um conjunto de hardware que colocasse seu computador lado a lado com as tecnologias utilizadas nos consoles da nova geração – o Playstation 4 e XBOX One.

Escolher a melhor peça, o melhor fabricante, o melhor chipset, é essencial para que seu conjunto tenha o melhor desempenho e maior durabilidade, no entanto Continuar lendo Monte você mesmo o seu próprio Steam Box

Os melhores apartamentos Geek

Todo geek curte dar um toque de personalidade à sua casa. Seja fã de desenhos e histórias em quadrinhos, parte da família Star Trek e Star Wars ou não conseguindo viver sem tecnologia, isso se reflete na decoração da casa.

 

Alguns tipos de decoração geek

 

Apartamento inspirado em Star Trek

Este apartamento inspirado em Star Trek é o sonho de consumo de qualquer Trekkie. O designer de interiores de filmes de ficção Tony Alleyne conseguiu transformar sua casa em uma réplica exata do Continuar lendo Os melhores apartamentos Geek

A importância dos óculos na cultura geek

Os óculos estão entre os acessórios de moda mais queridinhos da atualidade, mas nem sempre foi assim. Durante anos, nós, os nerds e geeks, ostentamos com orgulho os nossos quatro olhos enquanto novelas mexicanas e filmes adolescentes mostravam os óculos como um dispositivo que torna as pessoas feias, anti sociais e menos “descoladas”. Continuar lendo A importância dos óculos na cultura geek

Personagens de Games of Thrones invadem poker

Game of Thrones nada mais é do que uma das mais famosas séries da TV americana na atualidade, que estreou em 17 de abril de 2011 e que ganhou milhares de fãs em todo o mundo. Já na sua primeira temporada ganhou muitos prêmios como o Globo De Ouro de melhor série-drama. Inspirada no livro “A song of Ice and Fire”, se passando nos sete reinos de Westeros, onde famílias Continuar lendo Personagens de Games of Thrones invadem poker

Playstation 4 terá HD de 500GB e será “region free“

ps4-600x300

Das novidades que mostramos mais cedo, algumas ficaram para ser esclarecidas acerca do PS4. Entre elas, a de que o próximo console da Sony irá requerer a assinatura da Playstation Plus para que seus jogadores possam desfrutar de partidas online, de forma similar como a Microsoft trabalha com a Live, contudo, a assinatura da PS+ se estenderá ao PS3 e PSP/PS Vita.

Outras novidades são o HD de 500GB que virá no console e discos sem restrição de região.
Já a Playstation Eye será comercializada por $ 59 dólares.

Recuperação da MBR em sistemas que rodam Windows

O comprometimento do boot do sistema é um problema recorrente entre aqueles que buscam utilizar mais de um sistema operacional no mesmo computador, comumente o famoso combo Windows/ Linux. No decorrer do tempo o usuário opta por remover um dos dois sistemas e acaba se vendo em uma situação um tanto quanto complicada. O processo de remoção de um sistema operacional geralmente causado muita dor de cabeça aos usuários iniciantes, portanto estarei explicando a maneira mais fácil de realizar tal procedimento (ao menos a que eu conheço). Já existe um artigo parecido aqui no Orgulho Geek, caso queira dar uma olhada basta acessar este link.

MBR é o acrônimo para Master Boot Record, ela compõe o primeiro setor do seu Hard Drive e nela são mantidas as informações do gerenciador de boot e da tabela de partições do HD. Quando se instala um novo sistema operacional você normalmente acaba “sobrescrevendo” a trilha MBR com um novo gerenciador de boot, no caso do Linux existem o GRUB e o LILO, o primeiro é o mais utilizado atualmente. Em suma o gerenciador de boot é o software que permite a inicialização dos sistema operacionais e guarda informações muito importantes para tal. Se por algum motivo você arruinar essa trilha do seu HD a surpresa não será das melhores.

GrubERROR

Restaurando a MBR pelo Windows

Você precisa primeiramente arrumar um CD/DVD ou Pendrive* com a instalação do sistema. Pode ser a versão bagunça mesmo, contanto que seja compatível com o sistema já instalado na sua máquina.

Atenção! O Orgulho Geek e seus integrantes não são a favor da pirataria, apenas do livre fluxo da informação ;).

Após ter reiniciado o sistema com a mídia dentro do drive, basta prosseguir com o auxiliar de instalação, assim como você faz normalmente ao formatar o seu micro. Nessa etapa a única diferença é que ao invés de instalar o sistema você irá escolher a opção de recuperação do mesmo. Prossiga com a operação até conseguir acesso ao terminal. O caminho pode variar um pouco de acordo com a versão do Windows utilizado.

Após chegar no terminal você irá executar um dos seguintes comandos:

  • Windows 7: BOOTSECT /NT60 ALL /FORCE /MBR
  • Windows Vista: BOOTREC /FIXMBR
  • Windows XP: FIXMBRRecoverWindows

 


Restaurando a MBR pelo Ubuntu Linux

Se por algum motivo você não possui uma mídia do Windows em mãos, o próximo passo é arranjar uma imagem do Ubuntu que pode ser baixada aqui. Você irá gravá-la em um CD ou pendrive*.

Agora basta reiniciar o computador com a mídia já inserida na máquina e esperar o ajudante de instalação do Ubuntu iniciar. Selecione a linguagem e clique no botão para experimentar o Ubuntu, desta forma você estará utilizando o sistema no modo demonstrativo, aguarde alguns segundos até o sistema carregar.

Quando o Ubuntu estiver pronto para ser utilizado basta acessar o terminal (CTRL + T) e digitar os seguintes comandos (um por vez):

  • sudo apt-get install lilo
  • sudo lilo -M /dev/sda mbr

Pronto! Em teoria a sua MBR está restaurada, basta reiniciar o computador. Neste caso nós instalamos o gerenciador de boot LILO, mas você pode facilmente optar por instalar o GRUB no lugar, o que na prática não irá fazer muita diferença se você quiser manter o Windows instalado, já que a NTLDR/Windows Boot Manager irá sobrescrever o boot loader do Linux.

*Caso você não saiba como colocar a imagem de um sistema para rodar via pendrive, basta ler esses dois excelentes artigos aqui (Windows) ou aqui (Linux).

 

Post escrito por Thiago Majesk

Merry GeeXmas

Este post foi escrito às 1:23 da madrugada de 25 de Dezembro apenas para desejar aos nossos leitores, amigos e parceiros, um natal explêndido, feliz e maravilhoso!
Desejamos que toda a paz, saúde, inteligência, elegância, sinceridade e, claro, a Força, estejam com vocês, nossos leitores, e todos os seus familiares!

Fiquem com o amigo da vizinhança e não se esqueçam:

Grandes poderes trazem grandes responsabilidades. Se dominarem o mundo, façam-no direito!

São os votos do ORGULHOGEEK!

Primeiras Impressões: O Hobbit – Uma jornada inesperada

 Para quem viveu em uma caverna nos últimos anos, O Hobbit foi definitivamente um dos filmes mais esperados de 2012 pela comunidade nerd/geek. O Hobbit: Uma Jornada Inesperada é a primeira parte da trilogia que traz aos cinemas a adaptação do livro de J.R.R. Tolkien – O Hobbit. Um livro infanto-juvenil de 1937, ganhador de diversos prêmios e que vem despertando o interesse de muitos jovens até hoje. Continuar lendo Primeiras Impressões: O Hobbit – Uma jornada inesperada

Mais sobre Super Meat Boy: desenvolvedores têm aversão ao Linux

Depois da confusão em torno do caso do desenvolvedor não-pago pela Canonical (caso que ainda está para ser ouvido pelo lado da empresa), mais confusão veio à tona quando a comunidade Linux resolveu pesquisar.

Segundo investigações deste site, o desenvolvedor parece ter aversão ao Linux e ao Open Source.

O desenvolvedor também assume parte de sua arrogância quando questionado sobre a postura da Canonical em seu Formspring:

edmund001

 

Segundo o site gamingonlinux.com, existem outras agressões por parte do desenvolvedor ao Linux e ao Open Source, como a frase seguinte:

“We’re never doing Linux because that’s dumb. I don’t care what anybody says, nobody plays games on Linux.” [sic]

Esta frase foi dita por Tommy, um dos desenvolvedores do game aos 30m e 20s neste podcast.

Cavando um pouco mais fundo, descobrimos que a instalação do game Super Meat Boy cria uma entrada no MySQL (caso você já tenha instalado, ele cria uma entrada. Caso não tenha, ele instala o programa de banco de dados) e expõe informações, como o nome de usuário e a senha, ao invés de utilizar um serviço do sistema ou outra API que faça o trabalho de salvar o estágio do game.

Sobre aqueles que estão ávidos por “meter o pau na Canonical“, temos uma informação importante: boa parte dos games indie que foram vendidos nos Humble Indie Bundles foram portados pela equipe do próprio Humble Bundle. Existem três partes que devem ser ouvidas, então: o desenvolvedor, a equipe do Humble Bundle e a Canonical.

Estamos certos de que a Canonical deve pagar aos desenvolvedores pelas vendas que ocorreram do game ao longo do ano e retirar o game da loja online do Ubuntu, visto que o desenvolvedor não se interessa mais em mantê-lo.

Estamos de olho.

Desenvolvedor de Super Meat Boy não quer seu jogo no Ubuntu

// < ![CDATA[
// < ![CDATA[
// < ![CDATA[
//
// < ![CDATA[
// < ![CDATA[
// < ![CDATA[
//

Edmund McMillen, desenvolvedor dos jogos Super Meat Boy e The Bind of Isaac deu uma “formspringada” no último dia 22 e deixou claro seu descontentamento com a Canonical.

Segundo ele, um ano atrás, a Canonical rejeitou sua proposta em colocar o game The Binding of Isaac em sua App Store, mas adicionou Super Meat Boy sem seu consentimento.

they are just trying to save face. they rejected isaac a while ago because its content “wasnt a good fit for the Ubuntu store” then changed their tune once they found out how popular it was and that it was a part of the HIB.

but since they are going out of their way to try and avoid the fact that they rejected isaac, ill also make public the 2nd reason why isaac isnt in their store.

Last year Ubuntu added Super Meat Boy to their store without our written permission and sold it for a full year without paying us. we didnt find this out till a few months ago and had to contact them directly about it in order to get our payment…. i dont trust or respect their actions and wont be working with them ever again.

i was trying to be cool about it but if they want to publicly state that i declined their offer to sell Isaac in their store without context to why.. then ill go public with my VERY valid reasons.

feel free to re-post this message or link this to any one who might be misinformed, im not a fan of being made to look like an asshole when my reasons are quite valid.

O bicho fica feio em português claro. Confira:

“Eles estão tentando esconder o rosto. Eles rejeitaram isaac um tempo atrás porque seu conteúdo “não era adequado para a Ubuntu Store” então eles mudaram a sintonia de ideia quando viram o quão popular ele foi e que ele foi parte do Humble Indie Bundle.

….

Último ano, Ubuntu adicionou Super Meat Boy em sua loja sem nossa permissão escrita e venderam-no por um ano sem nos pagar. Nós não havíamos descoberto isto até alguns meses atrás e tivemos de contatá-los diretamente sobre isso para que pudéssemos receber nosso pagamento…eu não confio ou respeito suas ações e nunca mais trabalho com eles.

Eu estava tentando ser legal sobre isso mas se eles querem dizer publicamente que eu recusei sua oferta em vender Isaac em sua loja sem contextualizar o porquê…então eu vou a público com minhas próprias razões.”

Ao que sabemos, é que tanto The Binding of Isaac quanto Super Meat Boy foram games vendidos dentro dos pacotes do Humble Indie Bundle. The Binding of Isaac fez parte dos primeiros pacotes, que não tinham a opção de serem adicionados à conta de usuário na App Store do Ubuntu, já Super Meat Boy estava em uma época que isso tornou-se comum. De todo modo, ao meu ver, embora a Canonical possa estar em débito com o desenvolvedor sobre seu pagamento, o desenvolvedor parece estar fazendo birra porque seu primeiro jogo, The Binding of Isaac não foi aceito pela empresa para entrar na loja. De qualquer forma, o mimimi está feito e agora vamos ver no que vai dar.

Atualizado: confira mais informações relevantes sobre este caso neste post.