Todos os posts de Kadu

Carlos Eduardo do Val, ou Kadu, é análista técnico de informática, formado em Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas e blogueiro sério desde 2007, quando iniciou com o blog "O Pirata Digital" no Blogspot. Em 2008 migrou para o Wordpress.com e em 2010 possui mais de 270 artigos variados, desde tirinhas de humor até complexos tutoriais de configuração e manutenção de sistemas. Ainda em 2010, Kadu lançou na internet o livro "Ubuntu - Guia do Iniciante". Um livro em formato digital que abrange diversas áreas de um dos sistemas Linux mais usados no momento e obteve mais de 6000 downloads de seu trabalho e repercussão internacional na grande rede.

Liberando o inacabado, mas útil ebook Ubuntu – Guia do Iniciante 3.0

ubuntu-3-0

Após duas edições de sucesso do livro “Ebook” Ubuntu – Guia do Iniciante, levei um tempo bolando o que eu deveria colocar na próxima edição. Foram horas e mais horas de brainstorm tentando achar um tema dentro do Ubuntu que pudesse ser abordado e trouxesse uma novidade quente, mas nem tudo foram mil maravilhas para o sistema que já fora minha paixão.

O tempo passou, as prioridades mudaram e como o conteúdo do sistema não teve uma mudança drástica entre as versões 12.04 e 16.04, não justificava reescrever tudo do zero, sendo assim, atualizei alguns itens relacionados ao sistema operacional – desses itens, a maioria falta os prints de tela, e adicionei e atualizei bastante conteúdo relacionado ao Linux com a experiência adquirida ao longo desses seis anos (eu parei com o livro em 2016, bem no começo do ano).

Algumas coisas mudaram um pouco de lá para cá, incluindo o entusiasmo que eu sentia quando saia uma nova versão do sistema.

Hoje, venho aqui para anunciar que estou liberando o download da versão inacabada, mas útil, da terceira edição do livro, sob os mesmos termos que regem a segunda edição: você pode baixar, pode pode e pode compartilhar, mas não pode modificar e/ou vender.

Não digo que vou abandonar de vez o projeto, visto que sou entusiasta, mas não prometo retomá-lo. Tudo irá depender das transformações que o futuro me reserva e reserva ao Ubuntu.

Sendo assim, aproveite o conteúdo expandido de Linux no livro. Espero que o material lhe seja de grande valia e que possa servir tanto quanto os outros dois livros serviram a comunidade.

Por hora, despeço-me da comunidade de software livre.

Abraço!

download_icon.jpg

Anúncios

Introdução à fotografia – Parte 1: sensores

Toda câmera fotográfica digital possui um sensor. Inclusive seu celular de última geração, ou seu velho Nokia N75 possui um sensor para captar a luz.

Assim como os olhos humanos, os sensores das câmeras digitais são sensíveis à luz. Eles captam a luz que é emitida pelos objetos, assim como suas variações e sua frequência.

Sensor de uma câmera DSLR
Sensor de uma câmera DSLR

Os sensores das câmeras digitais são análogos aos antigos filmes que os fotógrafos usavam. Naquela época, os filmes (que eram de 12, 24 ou 36 frames, também conhecidos por “poses”) ficavam na escuridão do interior da câmera e na hora de fotografar, eles eram “expostos” e a imagem ficava gravada no filme. Uma vez usado um quadro, não era possível sobrescrevê-lo. Tampouco era possível ver uma foto logo após capturá-la. Era necessário antes de tudo revelar o filme através de processos químicos e ampliá-lo para o papel.

Um rolo de filme analógico
Um rolo de filme analógico

Tratando de câmeras digitais, os filmes foram substituídos por um sensor digital. Este sensor, assim como o filme, captam a luz, processadores internos das câmeras processam a imagem e gravam em forma de arquivos e possuem a vantagem de não limitar a quantidade de “poses” e permitir visualizar a imagem logo após sua captura.

As câmeras digitais mais populares entre os amantes da fotografia são as DSLR’s – sigla que em inglês é Digital Single Lens Reflex, ou “Digital Reflexiva de Lente Única”. Dentro desta categoria de câmera, atualmente existem dois tipos de sensores: sensores FullFrame (o sonho de fotógrafos iniciantes), também conhecidos como FX, e sensores APS-C (existem variações, sendo APS-P e APS-H) Crop, ou DX.

Sensores FX possuem tamanho de 24x36mm, tamanho similar ao de um frame dos antigos filmes fotográficos.
Sensores DX possuem tamanho aproximado de 16x24mm.

Comparação dos sensores FX e DX
Comparação dos sensores FX e DX

Celulares, câmeras digitais compactas e câmeras digitais não-DSLR possuem sensores ainda menores que os APS-C.

O que diferencia um sensor do outro é a grosso modo “a quantidade de luz” possível de ser capturada. Quanto maior o sensor, mais luz ele será capaz de captar.

Fazendo uma comparação, imagine uma área de 24x36mt repleta de copos do mesmo tamanho recebendo água da chuva. Agora imagine um uma área de 16x12mt também repleta de copos do mesmo tamanho. Não é preciso ser gênio para saber que a área maior irá capturar mais água. Da mesma forma é um sensor fotográfico em relação à luz.

Futuramente, iremos falar de outra importante consequência do uso dos sensores DX em relação aos FX.

Introdução a um novo tema: Fotografia

Olá, queridos geeks, Nerds, entusiastas, etc, etc, etc!
Depois de meses sem algo original publicado pelo autor do blog, estou de volta com uma nova e emocionante postagem sobre um novo tema, que será recorrente no blog e abrirá o leque de conteúdos possíveis de serem abordados: Fotografia.

Lógico, esse é um gosto que tenho há muito tempo e só no ano passado comecei a investir nele. Nada profissionalmente ainda, já que ainda é um hobby, mas é o suficiente para falar com um pouco de “propriedade” sobre o tema.

Adquiri uma câmera Nikon D3200. Uma câmera de entrada, de baixo custo e excelente benefício para quem quer aprender sobre fotografia. Em seguida, fiz um curso em uma das mais tradicionais escolas de fotografia de Vitória – a Bucher & Bucher, sendo assim, me sinto apto a compartilhar com meus leitores e a quem possa interessar o que aprendi.

A Nikon D3200 é uma câmera DSLR (Digital Single Lens Reflex) semi-profissional de 24 megapixels. Suficiente para capturar imagens em resolução 6016×4000 píxels. Ela acompanha uma lente 18-55mm com abertura máxima de f/3.5, ou seja, ideal para fotografar paisagens e pessoas.

Nikon D3200
Nikon D3200

As próximas postagens seguirão uma série que trarão tutoriais e informações úteis para quem deseja iniciar na fotografia, possui uma câmera, mas não tem $tempo$ para investir em um curso, então, aguarde as novidades e acompanhe-nos nos perfis de nossas redes sociais.

Publicando no Instagram pelo PC, MAC ou Linux

Seus problemas acabaram! Finalmente surgiu uma maneira simples de postar fotos na rede social Instagram, sem precisar usar o smartphone. Já existiam alguns programinhas que prometiam burlar o bloqueio do App, mas nenhum foi tão eficiente, simples e pequeno quanto o Gamblr.

O único senão, até agora, é a impossibilidade de postar vídeos, como no celular. Já existe a promessa de que em breve esta função também será acessível via computador. Com apenas 35 MB, o software exige apenas que o usuário já possua uma conta na rede social e pede para que faça o login a cada postagem.

O Instagram acaba de passar o Twitter na quantidade de usuários, 300 milhões, contra 278, do miniblog do pássaro azul. A rede, que permite ao usuário postar fotos e pequenos vídeos com legendas e possibilidade de interação com os amigos e fãs é a cada dia mais popular. Até mesmo apostadores do jogo do bicho já acessam o resultado da loteria, via fotos.

001

O Gamblr permite ao usuário que compartilhe a foto postada no Facebook e no Twitter. Possibilita a colocação de legenda e fornece um link da postagem, para que a foto possa ser publicada em blog ou outra rede social diferente, tudo muito simples e prático.

O ideal é que a pessoa edite a foto antes de enviar, já que o Instagram aceita apenas aquelas cuja medida fique em 650×650 pixels. Se a pessoa quiser colocar efeitos, margens, texto em cima da foto, ou modificar a luz, cores e etc, o ideal é que utilize outros programas como o Photoscape ou Photoshop.

Aquelas fotos de família antigas podem ser editadas juntas e finalmente ir parar no álbum virtual. Talvez assim, o Instagram deixe de ser exclusividade de quem só posta selfies, fotos de comida, cachorro ou paisagens. Pelo menos, a maioria dos usuários…

Produtora nacional lança canal no YouTube com conteúdo voltado para público Geek

Produtora nacional lança canal no YouTube com conteúdo voltado para público Geek

O Cultura Geek é um programa totalmente voltado para as plataformas de cinema, séries, games e HQ’s; Apresentado de forma dinâmica, o programa tende a ser informativo/Humorístico. Com criticas aguçadas, temos como objetivo levar as informações de todas as plataformas, de uma forma que até quem não acompanha entende. Não percam o primeiro episódio do programa CULTURA GEEK, o único do gênero totalmente em 4K de resolução. E não haveria forma melhor de estrear do que falando sobre a COMIC CON EXPERIENCE, o maior evento Geek do mundo, que aconteceu na semana passada em São Paulo. Em breve mais episódios.

Você pode conhecer mais sobre a produtora Red Line Filmes na página oficial do Facebook: https://www.facebook.com/CulturaGeekOficial

Conheça a rom Miui, seu Android melhorado

O mercado chinês não vive só de cópia e trabalho escravo, como afirmam alguns críticos, e é de lá que às vezes surgem coisas interessantes, como o Deepin Linux e, desta vez, mas não tão novo assim, Miui.

wpid-screenshot_2014-06-18-09-19-02.png

O Miui é uma modificação do Android, trazendo o que tem de melhor no sistema do robozinho com o que existe de mais bonito nas interfaces de produtos Apple, mas sem chupinhar na cara dura (ElementaryOS, estou olhando para você).

O sistema traz ferramentas próprias de mensagens, agenda, discador, gravador de ligações (super útil para namoradas de caras ciumentos) e é totalmente personalizável, incluindo nesse último até mesmo as animações de boot. Continuar lendo Conheça a rom Miui, seu Android melhorado

O que faz o Spotify ser tão viciante?

Serviços de Streaming de música estão por aí já faz tempo. Desde o Sonora, passando pelo GrooveShark e pelo Rdio até a época atual, temos visto uma oferta interessante de músicas online, mas que nem sempre caem no gosto do público em geral, o que não é o caso do Spotify.

Spotify001

Com menos de dois meses de operação no Brasil, o serviço de streaming de músicas que já funcionava há tempos no exterior encanta pela simplicidade, o catálogo de músicas e a possibilidade de acesso em quase todas as principais plataformas do mercado, incluindo aquelas fora do mercado, como o Linux.

Chegando cheio de “hype”, com direito a convites limitados (quem se lembra do Orkut?), o Spotify tornou-se em poucas semanas um dos apps mais baixados pelos amantes da primeira arte.

O serviço, que é gratuito e permite ouvir músicas ilimitadas no seu computador ou no seu smartphone Android ou iOS, além de oferecer músicas e plugins – neste último para computadores – permite que artistas criem playlists de suas músicas e compartilhem com seus seguidores.

A conexão com as redes sociais permite que o usuário compartilhe o que está ouvindo com seus amigos no Twitter e no Facebook, ou que você crie playlists para cada momento além das playlists pré-definidas oferecidas.

Reza a lenda que o serviço poderá desbancar o reinado do Torrent para downloads de músicas, o que realmente pode ser possível em algum tempo, visto que o serviço dispõe de um catálogo de mais de 30 milhões de músicas  e – segundo testes deste que aqui escreve – funciona até mesmo nas malfadadas conexões 2.5G, tão populares aqui no Brasil.

Para quem gosta de economizar para tomar um sorvetinho no final de semana, o serviço é gratuito, entretanto, só pode ser utilizando enquanto houver conexão com a internet e possui restrições de avanço nas músicas, além de alguns comerciais muito esporádicos. Já para quem está disposto a ter um pouco mais de liberdade e quer ouvir suas músicas offline, o serviço custa R$ 14,90 por mês. Acha muito? Experimente baixar e experimentar o Spotify Premium por 30 dias sem custo algum.

Como andam os preços dos novos consoles meio ano depois?

O lançamento no Brasil dos últimos consoles das gigantes Sony e Microsoft esquentaram os ânimos da população gamer e colocaram em polvorosa pessoas preocupadas com o futuro de sua diversão.
Embora os recursos dos novos aparelhos pouco se diferenciem dos consoles da geração anterior, negando assim uma necessidade de “compra urgente”, os lançamentos para quem possui um XBOX 360 ou PS3 tornam-se cada vez mais escassos. Quando não, somos influenciados por reviews que mostram a diferença da qualidade gráfica de um mesmo game entre as gerações dos consoles (Watch Dogs, estou olhando para você).

Quanta diferença...

É certo que os preços salgados por aqui jogaram ao vento as esperanças de pobres brasileiros comprarem seu novo videogame a preços justos. Enquanto na terra do Tio Sam o console da Sony foi lançado custando 100 Obamas a menos que na terra do tio Lula, o mesmo console foi lançado custando quase 1800 Dilminhas a mais que o console do tio Bill.

E hoje? Como estão os preços?

Continuar lendo Como andam os preços dos novos consoles meio ano depois?

Atualização do App Google+ para Android

Possuir um smartphone com o sistema operacional Android, (criado pelo Google) significa ter integração total com os serviços oferecidos pelo Google, como Gmail, Google Maps, Google Docs, além do serviço de armazenamento em nuvem, usando o mesmo email que você já possui.

Esse sistema operacional permite enviar emails, assistir vídeos, acessar sites, jogar, fazer downloads de várias apps como Twitter e Facebook, entre outros serviços ofertados. Esse sistema foi adotado por diversos fabricantes de celular, tornando muito instigante a escolha daquele que satisfaz as suas exigências. Cada marca de celular adaptou o sistema operacional de maneira que melhor atendesse às características nas especificidades de cada aparelho.

Para se manter atualizado nesse mundo em constante inovação e modernização em termos tecnológicos e não perder dinheiro com a sua antiga versão de smartphone, convém anunciar grátis em sites especializados para ter um retorno imediato e poder investir no seu novo aparelho que acompanhe todas essas novidades no mundo dos Apps.

Seguindo a “Evolução das espécies”, vemos as atualizações da aplicação Google+, ou Google Plus, conhecida como um tipo de rede social, e agregador, ganhou uma atualização, com novidades incríveis, algumas das melhores são: Edição de fotos com google plus, você pode editar uma foto na nuvem e depois terminar o trabalho no pc de casa, por exemplo, agora você pode tirar a foto começar a editar no seu smartphone e acabar no pc, e todas as modificações ficam armazenadas, em todos os dispositivos, além de poder editar ou desfazer as modificações.

Gifs, agora você pode criar GIFs animados e imagens.
Gifs, agora você pode criar GIFs animados e imagens.

Auto Awesome Stories e Auto Awesome Movies: No “Stories” fica fácil combinar fotos, vídeos e lugares que você visita, criando automaticamente uma espécie de livro de memórias e no “Movies” é focado em eventos específicos, como aniversários, reunindo fotos, vídeos e até uma trilha sonora para esse evento.

002

É possível visualizar uma imensa quantitade de fotos, basta navegar na sua biblioteca de fotos, por data, arrastar a nova barra de rolagem e mover para frente ou para trás no tempo.

Se você não é um fã de Google Plus, acredite agora vai ser muito mais agradável e rápido navegar e compartilhar conteúdos, a aplicação é muito útil para quem gosta de dividir cada momento com amigos e familiares, além de ser fácil e muito cômoda de usar.

The Witcher 2: Assassins of Kings chega ao Linux na Steam

Depois de algum tempo sem lançamentos de games AAA para a plataforma do pinguim, finalmente chegou um game bacana e que não é “mais um FPS”: The Witcher 2.

O game mistura elementos de RPG e ação, colocando o jogador na pele de um poderoso guerreiro que precisa recuperar sua memória, mas no caminho encontrará adversários tão poderosos quanto ele.
O game possui batalhas que lembram “Game of Thrones” Continuar lendo The Witcher 2: Assassins of Kings chega ao Linux na Steam

Monte seu Hackintosh de alto desempenho com essas dicas

Hackintosh é um assunto recorrente aqui no blog, entretanto, com a atualização do sistema e dos requerimentos dos programas, um upgrade ou mesmo troca de máquina se faz necessário.

Para quem não conhece o termo “hackintosh”, ele serve para designar computadores montados ao melhor estilo “PC-Frank” e totalmente compatíveis com o sistema operacional Mac OS. Neste caso, compatível com o Mac OS X Mavericks.

Leander Kahney, do Cult of Mac realizou experimentos fantásticos recentemente e conseguiu montar um Hackintosh equivalente a um Mac Pro de alto desempenho

Continuar lendo Monte seu Hackintosh de alto desempenho com essas dicas

Certificações: o “Must Have” dos profissionais de TI

Quase todas as profissões atuais requerem que o profissional esteja antenado com as novidades do mercado, mas se existe uma profissão que exige isso com muito mais ênfase, é a profissão relacionada a Tecnologia da Informação, e isso requer a dedicação de tempo extra de estudos e certificações que outras profissões não exigem tanto.

Alguns pensam que apenas uma graduação é o suficiente para garantir um ou uma boa colocação no mercado de trabalho, mas engana-se fácil quem trilha por este caminho Continuar lendo Certificações: o “Must Have” dos profissionais de TI