Preview: testamos Beyond: two souls

O último ano de vida de um console é, sem dúvida, o melhor de todos. Além do mais, 2013 foi, sem dúvida, um dos melhores anos para a indústria de games, senão o melhor.

Após o arrasa-quarteirão exclusivo para Playstation 3 “The Last of Us”, o arrasa-quarteirão multiplataforma Grand Theft Auto V, chega agora no mês de outubro outro título de peso exclusivo para o console da Sony – Beyond: Two Souls, e é dele que vamos falar um pouquinho aqui.

Colocamos nossas mãos na demo do game, disponibilizada ontem na PSN e testamos com atenção aos mínimos detalhes. O jogo, produzido pela Quantic Dream (mesma empresa que produziu Heavy Rain), possui uma qualidade gráfica absurda, que parece (se não o faz) utiliza ao máximo as capacidades gráficas do Playstation 3. Confira o trailer:

No jogo, você controle duas personagens – a primeira, Jodie Holmes (Ellen Page), uma pessoa aparentemente autista, mas seu comportamento se mostra diferente devido a outro personagem: Aiden, uma entidade que é ligada a Jodie (aparentemente, Aiden é uma parte da alma de Jodie). O jogador também assume a jogabilidade desta entidade, ajudando e tirando Jodie de enrascadas.

A demo começa com uma tela inicial que mostra a impressionante qualidade gráfica (texturas, volumes e luzes), chegando a confundir se o rosto ali é mesmo da Ellen ou uma animação.

Camera 360

Os controles do jogo parecem confusos no começo, mas após cinco minutos controlando Aiden você já se habitua.
A qualidade das texturas durante o jogo também são sensacionais, se aproximando bastante da qualidade vista em Tomb Raider (embora eu tenha achado a qualidade das texturas em TLoU bastante superiores), mas ainda assim, parece que estamos controlando um filme.

O jogo abusa da função SIXAXIS do controle do PS3, requerendo movimentos específicos do controle para realizar determinada ação no jogo.
Coisas bacanas, como fazer Aiden “incorporar” em outra pessoa e realizar determinada tarefa tornam o jogo um pouco mais dinâmico, embora parte dessa diversão (leia-se “liberdade”) seja removida por “Quick-Time Events”, que é utilizado ao extremo nesse jogo.

O game está excelentemente dublado, proporcionando uma imersão maior, assim como TLoU. As feições dos personagens NPCs está convincente. A movimentação também não deixa a desejar.

dafoe

page

Já na demo, é possível dirigir uma moto policial e a “dirigibilidade” é excelente (que lembra um pouco a dirigibilidade em Sleeping Dogs), agregando ação na medida certa.

Beyond Two Souls será lançado nos Estados Unidos no dia 08 de outubro e conta com Ellen Page e Willem Dafoe (o malvado Duende Verde de Spider-man).

Assim que colocarmos as nossas mãos em uma versão completa do game, falaremos mais a respeito. Aguarde imagens como esta:

2496288-beyond-two-souls_2013_06-11-13_020

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s