Mais sobre Super Meat Boy: desenvolvedores têm aversão ao Linux

Depois da confusão em torno do caso do desenvolvedor não-pago pela Canonical (caso que ainda está para ser ouvido pelo lado da empresa), mais confusão veio à tona quando a comunidade Linux resolveu pesquisar.

Segundo investigações deste site, o desenvolvedor parece ter aversão ao Linux e ao Open Source.

O desenvolvedor também assume parte de sua arrogância quando questionado sobre a postura da Canonical em seu Formspring:

edmund001

 

Segundo o site gamingonlinux.com, existem outras agressões por parte do desenvolvedor ao Linux e ao Open Source, como a frase seguinte:

“We’re never doing Linux because that’s dumb. I don’t care what anybody says, nobody plays games on Linux.” [sic]

Esta frase foi dita por Tommy, um dos desenvolvedores do game aos 30m e 20s neste podcast.

Cavando um pouco mais fundo, descobrimos que a instalação do game Super Meat Boy cria uma entrada no MySQL (caso você já tenha instalado, ele cria uma entrada. Caso não tenha, ele instala o programa de banco de dados) e expõe informações, como o nome de usuário e a senha, ao invés de utilizar um serviço do sistema ou outra API que faça o trabalho de salvar o estágio do game.

Sobre aqueles que estão ávidos por “meter o pau na Canonical“, temos uma informação importante: boa parte dos games indie que foram vendidos nos Humble Indie Bundles foram portados pela equipe do próprio Humble Bundle. Existem três partes que devem ser ouvidas, então: o desenvolvedor, a equipe do Humble Bundle e a Canonical.

Estamos certos de que a Canonical deve pagar aos desenvolvedores pelas vendas que ocorreram do game ao longo do ano e retirar o game da loja online do Ubuntu, visto que o desenvolvedor não se interessa mais em mantê-lo.

Estamos de olho.

Anúncios

4 opiniões sobre “Mais sobre Super Meat Boy: desenvolvedores têm aversão ao Linux”

  1. No meu caso, eu nem sentiria falta dos joguinhos desse cara, eu não jogo. Tem gente que joga e gosta, vai ser pior para eles. Mas a Canonical foi totalmente ridícula ao vender o jogo do cara e não o pagar, o cara nem sabia que estavam vendendo o jogo dele. Que burrada da Canonical.

  2. Não sabia que o Super Meat Boy estava a venda e tinha sido portado para Linux, alguns amigos elogiam tanto que chego a achar o jogo formidável sem jogá-lo. Se o desenvolvedor não quer ele no Linux, lamento, pois games indies tem grande sucesso com meus amigos que os COMPRAM. Mercado existe, jogos baratos, viciantes e leves, eu mesmo comprei alguns. Enfim, menos um jogo na minha futura Library do linux, mesmo com vontade de comprar pro Windows

  3. Curioso é q muitos que andam estudando games e vem de plataformas pagas tem mesmo essa aversão arrogante ao Linux, Ciceramente, podem ganhar um ou dois prêmios mas eu prefiro q eles se f##DS#$ pois continuo apostando no mundo livre como grande porta para o desenvolvimento de jogos indies.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s