Intel se junta ao time da Valve para fazer o melhor driver de vídeo para Linux

O mundo da tecnologia está realmente sofrendo uma grande transformação neste ano de 2012. Duas grandes empresas se juntaram para fazer algo funcionar melhor e muitas outras podem se beneficiar desta parceria.

A Valve Software, que já anunciou via vinda para o Ubuntu se preocupa com os drivers de vídeo de código-fonte aberto. Na última semana eles estiveram com o time Intel Open Technology, em Bellevenue para se juntarem e trabalharem no renderizador OpenGL para a Source Engine e o driver Intel MESA.

Ian Romanick, da Intel Open-Source Technology Center escreveu um artigo, “The zombies cometh… “, contando alguns feitos dos times Intel-Valve. Romanick compartilhou que eloe e seu time estiveram em Bellevenue trabalhando com o Valve Linux team em Left 4 Dead 2. Confira alguns pontos do artigo de Romanick: (tradução e adaptação livre)

“Esta foi a viagem de maior sucesso que eu jamais tive. Foi espetacular trabalhar com os caras da Valve.”

“Os gols incluiram “ajudá-los a melhor a performance de deus games para nosso driver / hardware”, descobrimos onde está faltando  performance e descobrimos quais funções OpenGL eles querem/precisam.”

“Algumas otimizações OpenGL foram encontradas na Source Engine Some OpenGL Source Engine optimizations were found when it came to buffer vertex management and where some shader recompilation was triggered for all drivers/hardware.”

“Desenvolvedores Intel Mesa  encontraram onde seu driver realmente precisa ser acelerado.”

“Engenheiros Intel-Linux tem acesso ao código-fonte de Left 4 Dead 2, da Valve, para ajudá-los em seus trabalhos de otimização.”

“Patches para melhorar o driver Intel Mesa DRI para que Left 4 Dead 2 já começaram a chegar.”

“O engraçado é que os caras da Valve dizem o mesmo sobre os drivers. Houveram algumas vezes que nós sentimos como se eles estivessem tentado nos convencer que drivers dr código-fonte aberto são uma boa ideia. Nós tivemos que relembrá-los que eles estavam cantando para o coro. 🙂 Seus problemas com drivers fechados (em todas as plataformas) é que é como uma caixa-preta que eles têm de brincar de jogos de jogos de adivinhação. Não há maneira de eles saberem como mudar uma configuração em particular que afetará a performance. Se a performance ficar pior. eles não terão jeito de saber o por quê. Se eles podem ver aonde o tempo está indo no driver, eles podem fazer adivinhações muito mais eficazes.”

“Valve solicitou melhorias na implementação da extensão GL_ARB_debug_output para Mesa.”

“Eles estão trabalhando na implementação de uma “sincronização vertical inteligente” (smart vsync) para obterem a melhor perfomance enquanto estão tentando evitar o efeito “piscada” (que dá a impressão que a tela se quebra no meio em cenas rápidas ou muito claras).”

Com a junção destes dois grandes times, podemos esperar games AAA com desempenho AAA rodando no Ubuntu.
O relacionamento da Valve com a Intel mostrou-se muito promissor ainda no ano de 2011, quando Gabe Newell declarou:

“Nós temos usado-a (plataforma Sandy Bridge, segunda geração de processadores Intel Core iN) por alguns meses. Sandy Bridge realmente nos fornece ótimas funcionalidades e performance que nós precisamos para desenvolver excelentes experiências para jogadores. Sandy Bridge pode não somente rodar os jogos de hoje, mas até mesmo a próxima geração de jogos. (…) Ela permite uma experiência de consoles nos PC’s.”

A qualidade dos jogos da Valve nas CPU/GPU Intel Sandy Bridge não deixam nada a desejar

Esta declaração não é de toda verdadeira, já que não é possível extrair gráficos de boa qualidade aliados a grandes resoluções em games DirectX, mas nos games da própria Valve, nada fica a desejar para as placas poderosas. Eu, com meu Core i3 Sandy Bridge, posso dizer com toda certeza que Portal 2 roda lisinho, perfeitinho, como se fosse numa placa top de linha.

Com informações do Phoronix e da TechSpot

Anúncios

3 opiniões sobre “Intel se junta ao time da Valve para fazer o melhor driver de vídeo para Linux”

  1. Sou leigo no assunto, mas ousaria afirmar que o DIrectX e drivers proprietários são os limitadores de desempenho das GPU dedicadas para jogos, técnica que empurra o consumidor para nova compra para ganhar mais alguns frames.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s