Por que backup estilo "Time Machine" não é ideal para o Ubuntu?

Meu sonho de consumo até 2011 para o meu Desktop Ubuntu seria uma ferramenta no estilo “Time Machine”, que faria backups de tempo em tempo e então eu poderia retornar a algum ponto de meu sistema sem problemas, contudo, com a velocidade do software open source, seria mesmo isso algo vantajoso?

A ferramenta de backup integrada ao Ubuntu conhecida como Dejà-Dup é eficaz, contudo, alguns itens faltam ajuste fino, como por exemplo, a possibilidade de restaurar os programas do usuário após uma formatação e restauração de backup. Mas peraí, se for restauração, não corro o risco de restaurar um software com versão anterior a mais recente? Claro, mas existe solução.

A possibilidade de salvar o conteúdo do diretório /etc/apt já seria algo muito interessante, pois ele guarda os repositórios inseridos pelo usuário. Ela existe? Claro, mas será que um usuário iniciante saberia para que essa pasta serve? O interessante seria o próprio programa perguntar “Gostaria e salvar os repositórios personalizados?”.
Também tem a possibilidade de integração completa com a Central de Programas. Assim, ao reinstalar o sistema e restaurar suas configurações personalizadas, restauraria também os softwares instalados em sua última versão disponível na Central de Programas. O Dejà-Dup perguntaria “Gostaria que seus programas fossem restaurados junto com seus arquivos? Quais?”. Boa, não?

As melhorias podem ser muitas e a possibilidade de decidir “O que eu quero restaurar” também é tentadora. Já pensou se o usuário faz uma “caquinha” no Compiz pelo CSSM e essas configurações são restauradas com o backup? Algo a se pensar.

E você? Que ideia tem para ajudar? Gostou dessa ideia?

Anúncios

Uma consideração sobre “Por que backup estilo "Time Machine" não é ideal para o Ubuntu?”

  1. Um aplicativo de backup com as funcionalidades que você apresentou seria praticamente perfeito.

    Esse aplicativo seria ideal para ajudar na hora de salvar suas configurações/preferências, possibilitando restaurar após uma formatação, migração para um novo hardware ou após alguma “caquinha” cometida pelo usuário.

    Quem seria o maior beneficiado? R: Aquele usuário menos técnico, que não tem noção de aonde ficam essas informações para fazer e restaurar um backup.

    Sim, temos que sugerir e apoiar aos desenvolvedores do Ubuntu que desenvolvam ou adaptem algum aplicativo de backup com essas funcionalidade.

    @RudineiTI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s