Ubuntu: retorne às configurações originais via linha de comando

Um belo dia você acorda e liga seu computador, o Ubuntu carrega o boot e quando você digita a senha de usuário, descobre que não consegue abrir qualquer coisa no sistema. Seja porque o sistema está com a interface desconfigurada ou por qualquer outro defeito (como as barras e botões no topo da janela desaparecidos), você se vê em um grande problema.

Anos atrás, eu costumava formatar o computador, pois não sabia como lidar com isso. Não sabia resolver. Hoje, sei e estou compartilhando com vocês, prezados leitores, essa dica importantíssima.

O problema

Os problemas podem ser vários: Janelas desconfiguradas, comportamento indesejado de temas e programas, ou qualquer outra anormalidade que possa refletir no uso da interface gráfica do sistema.

A causa

As causas podem variar. Usuários de testes, assim como eu, estão sujeitos a receberem atualizações de pré-lançamento, que algumas vezes ainda estão em desenvolvimento, e, consequentemente, com bugs.
Outra causa, pode vir de algum programa que altera o comportamento de janelas, ou então configurações pessoais feitas no Compiz (software que gerencia os efeitos do Unity) e que entram em conflito com outras configurações necessárias.

A solução

Existem algumas maneiras de solucionar problemas com o Compiz. A mais simples e eficaz, lógico, é via linha de comando.

Terminal:

A linha de comando é um poderoso meio de interação com o computador (e você poderá saber mais e conhecer os comandos no livro “Ubuntu – Guia do Iniciante 2.0”, em Abril de 2012). Esse modo de operação é importante para a resolução de problemas quando a entrada em qualquer ambiente gráfico é impossível.

Para entrar em terminal de linha de comando direto da tela de login (ou de qualquer outro ambiente gráfico), basta segurar as teclas CTRL + ALT e pressionar qualquer umas das teclas F1 a F6. O F7 é o ambiente gráfico.

Você verá a tela toda preta e apenas a identificação do ambiente, que é da seguinte forma (segue o exemplo do meu computador):

Ubuntu 11.10 carlos-Ubuntu-PC tty2

Onde [Ubuntu 11.10] é a versão do sistema, [carlos-Ubuntu-PC] é o nome do computador (inserido no momento da instalação do sistema, e [tty(x)] é o identificador de qual ambiente você está no momento.

carlos-Ubuntu-PC login: _

É a linha de identificação do usuário. Nesta linha você irá efetuar a autenticação de seu usuário. Basta inserir o seu nome de usuário (no meu caso, é “carlos” – sem aspas) e pressionar Enter. Em seguida, será solicitada a senha (password). Ao digitar a senha, você não verá qualquer sinal na tela. Não se preocupe. É assim mesmo. Após cada comando digitado, é necessário pressionar Enter.

Ao efetuar a autenticação, o terminal irá se parecer exatamente com o terminal que acessamos de dentro da interface gráfica, identificando você da seguinte forma: usuário@nomeDoPC: ~$. No meu caso, o meu sistema me identifica da seguinte forma:

carlos@carlos-Ubuntu-PC: ~$

Onde [carlos] é o usuário atual, [@] é a mesma coisa que “em” ou “no”, [carlos-Ubuntu-PC:] é a identificação do computador, [~] indica que o diretório atual é o diretório padrão do usuário (mais especificamente, a pasta do usuário dentro de /home, no meu caso, /home/carlos) e [$] indica que o usuário não é está logado como administrador (sudo).

Após se logar no sistema via linha de comando, você poderá entrar com os comandos abaixo. O comando é simples e eficaz, e retorna o Compiz às configurações originais. Veja abaixo os comandos:

Reiniciando as configurações do Compiz:

gconftool-2 --recursive-unset /apps/compiz-1

Reiniciando as configurações do Unity:

unity --reset

Se você quiser retornar todo o ambiente gráfico e programas ao estado original de instalação, será necessário remover algumas pastas ocultas.

Para que sejam exibidas os diretórios ocultos do sistema, entre com o seguinte comando:

ls -a

Os diretórios ocultos possuem um ponto antes do nome, assim: “.diretório“. Será necessário remover o diretório “.config“. Para isso, entre com o seguinte comando:

rm -rf .config

Todo o diretório de configurações personalizadas de usuário será apagado. O Compiz voltará às configurações originais e o Ubuntu irá se comportar como se tivesse sido instalado novamente, mas mantendo os programas que você instalou.

Após efetuar as alterações desejadas, basta digitar “exit” para deslogar. Se quiser reiniciar, basta digitar “sudo reboot” e entrar com a senha de administrador. Para voltar ao ambiente gráfico, segure CTRL+Alt e pressione F7.

Como diria um amigo meu: “Nunca sabemos quando Murphy irá passar uns dias conosco”, sugiro que você, caro leitor, imprima esse artigo e guarde-o até o lançamento do livro.

Sucesso!

Anúncios

2 comentários em “Ubuntu: retorne às configurações originais via linha de comando”

  1. Oi, quando dou o comando gconftool-2 –recursive-unset /apps/compiz-1 nada acontece. No comando unity –reset, aparece Warning: no display variable set, setting it to :0
    Error: the reset option is now deprecated
    Como posso resolver isso??
    Obrigada

    1. Digite assim msm, so siga os passos acima corretamente, nn de importância ao que acontece. O meu pc, apareceu o msn que o seu, porem deu certo msm assim. Vlw

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s