Análise crítica: Ubuntu 11.10 ainda não está pronto

Mais de uma semana depois do lançamento da nova versão do Ubuntu, o Oneiric Ocelot 11.10 e eu ainda não havia escrito uma linha sobre o sistema. Alguns leitores e amigos já indagavam se meu interesse pelo sistema havia minado. A resposta? Não, não foi desta vez.

O Ubuntu 11.10 teve um pouco mais de quatro meses de desenvolvimento, e, embora com muitos detalhes a serem acertados, o sistema foi lançado na data prevista de 13 de Outubro. Foram mais de 2000 itens, dos quais 88% dos itens foram finalizados até a data de lançamento. Confira o gráfico abaixo:

 

Ao todo, 521 trabalhos foram postergados e outros 243 foram adiados para um próximo ciclo de desenvolvimento.

 O Oneiric é, em minha concepção, a versão mais bonita e visualmente bem elaborada do Ubuntu até hoje (com ressalvas). Com GNOME 3 como ambiente gráfico e trazendo o Shell “Unity”, o Ubuntu 11.10 também introduziu o Kernel 3.0 do Linux, mas nem tudo são maravilhas…

O teste

Primeiramente, instalei o Release Candidate 2 em um notebook Acer 5750 com Core i3 Sandy Bridge e 8GB de memória. Não foram necessários mais que um dia para ser feita a regressão ao Ubuntu 11.04. Diagnóstico: Não está pronto para para rodar nos novos processadores Intel. Problemas com bateria são os principais desmotivadores. O 11.10 é um grande comedor de baterias.

Teste de compatibilidade: Reprovado

Na noite de 20 para 21 de Outubro, fiz uma atualização do 11.04 para o 11.10 no meu Desktop (um Core 2 duo com 3GB de memória e placa Radeon 4670).

Após 35 minutos de downloads, 48 minutos de instalação, o sistema informou que seria necessário reiniciar o computador para que a atualização fosse completa. Ao reiniciar, a surpresa: o sistema não inicializava. Reset…o GRUB apareceu e eu escolhi iniciar o Ubuntu pelo modo normal outra vez…travou…felizmente havia a opção de iniciar o sistema anterior (na verdade, o Kernel anterior). Tudo ocorreu normalmente. Fui dormir às 2hs e acordei às 5:30 para o estágio.

 À tarde, inicio o computador normalmente. O sistema entra com o novo Kernel, mas aproximadamente 30 minutos depois, tudo fica congelado e eu fui obrigado a reiniciar o computador e entrar com o Kernel anterior novamente.

Teste de estabilidade: Reprovado

Sou muito preocupado com o visual do sistema. Com a forma como ele se comporta e como responde aos comandos.

O Dash (painel) melhorado é uma das principais novidades do 11.10, com diversas opções de filtragem. Seu visual “transparente” dá um ar “leve” ao Ubuntu e diferencia-o das outras distros, mas o que era para ser motivo de beleza nessa versão, ganhou no quesito funcionalidade e ficou devendo no quesito “acabamento”. Ao abrir o Dash pela primeira vez, ele “grava” a janela ou imagem que estava ao fundo e…esquece de “atualizar”. Veja o print abaixo:

Algumas horas depois, a mesma imagem continuava no fundo do painel…

A compensação

 Essa versão do Ubuntu trouxe melhorias consideráveis em usabilidade e comportamento de janelas. Temas mais bem elaborados, GTK3, novo menu, painel de controle, filtragem de arquivos e programas refinada, nova tela de login e uma renovada Central de Programas. Boa parte dos problemas citados no artigo que fiz após o lançamento do último LTS (o 10.04) foram sanados no 11.10, faltando apenas uma forma de backup incremental de todo o sistema, e não apenas da pasta de usuário.

Devo instalar hoje?

Sinceramente? Não. Gostaria de dizer “Instale agora mesmo!”, mas não posso. Não está “maduro” o suficiente para isso.

Assim como o Pedrão escreveu no seu Ubuntu Dicas, espere algumas semanas. Durante esse período, o sistema estará recebendo atualizações e correções de bugs. No entanto, se você não se importa em testar as novidades, vá adiante, mas não culpe o Ubuntu por falhas de funcionamento ou crashes eventuais. Continue com o Ubuntu mais estável e aproveite o que ele tem de melhor por enquanto.

Anúncios

6 opiniões sobre “Análise crítica: Ubuntu 11.10 ainda não está pronto”

  1. Sinceramente, creio que seu julgamento possa ter sido um pouco precipitado… instalei o ubuntu 11.10 no meu note turion ii 4gb ram ddr3 e estou satisfeito… não posso deixar de comentar a respeito do gnome 3 que sinceramente ao meu ver foi uma piada de mau gosto… mas depois de rodar o fallback e adicionar um ou dois scripts ficou aceitável… a compatibilidade foi muito boa instalou e configurou com perfeição minha placa de vídeo dedicada, bluetooth, microfone, webcam, e tem um desempenho muito bom… ainda não testei plataforma de virtualização… mas o desempenho com weblogic foi muito bom… o sistema está bem estável e a emulação está confiável… o gerenciamento de recursos está aproveitando bem meu hardware… uso a versão 64 bits.
    Ao meu ver no universo linux não se pode afirmar se algo está pronto ou não pelas suas necessidades… o linux é livre… liberdade é algo muito genérico… não pode ser julgada por um ou outro caso isolados… dizer que se 1000 pessoas não conseguiram um desempenho satisfatório não está pronto… seria calar as outras 1000 que instalaram e tiveram êxito em suas necessidades… tudo depende do como e onde e principalmente do quem… as pessoas se prendem a suas necessiades e chamam isso de realidade… mas a realidade de um pode muito bem ser uma ilusão para outros… Eu vou continuar a usar o 64 bits… porque se eu encontrar algo de errado vou poder contribuir… acredito que ajudar a distro é o passo primário na evolução… respeito perfeitamente sua opinião e não estou dizendo que estamos certos ou errados… afinal de contas… somos livres…
    Abraços e parabéns pelo post… foi muito bem elaborado e defendido.

  2. é o ubuntu 11.10 foi uma decepção para mim , ele está muito guloso por memoria ram , lento para iniciar o sistema , travamentos inesperados .
    uso ubuntu desde 2007 mas estou migrando de distro instalei em meu dektop principal sabayon 7 gnome 3 , e debian no notebook.
    recomendo vocês testarem o sabayon é muito bom , o sabayon é para o gentoo oque o ubuntu é para o debian.
    sempre carrego comigo um live cd do ubuntu 11.04 a gente nuca se sabe quando vai precisar.
    sempre recomendei para amigos o ubuntu , mas vou esperar ele estabilizar , para recomenda-lo novamente.

  3. Como postou a imagem do sistema vc mesmo mostrou sem querer que o mesmo usa o drive vesa (padrão) , aí não quer mais nada tamb nee amigo…
    Eu uso uma Nvidia de 256 bits ,512 mb , sem o drive instalado correto trava mesmo!hihihihi
    Quanto a ram uso 4gb e acusa 3,9gb na visão geral , mais no sistema está lá os 4gb…
    Quad Core Q2700 2.66Ghz
    Grafico Nvidia EN8800GT.
    Configura isso direito que funciona…

    1. Problema é driver catalyst que funcione na AMD Radeon 4670. A tela é de meu sistema que foi feita atualização do 11.04 para o 11.10.
      Durante a atualização, ele deveria, ou manter o driver, ou atualizar, mas não deixar “qualquer coisa”, como fez. Isso provou que, na ocasião, o sistema realmente não estava “maduro”, exatamente o que o artigo sugere.
      Vou fazer uma instalação “limpa” e ver se funciona como deve. =D
      Só falta o tempo…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s