O Linux escolhe mesmo os seus usuários?

O Gizmodo BR publicou a tradução de um infográfico que trata da evolução do Linux em seus 20 anos de existência.
Como é comum, comentários saudáveis e não-tão-saudáveis assim surgiram no final do artigo. Dentre eles, o de um usuário identificado como Jonas:

@Leitor(01)> Tava usando ubuntu ateh o dia que tive que piratear um programa e n encontrei crack. entao troquei pelo win 7

Mais adiante, um (possível) usuário Linux mostra (de forma extravagante) sua indignação com a atitude do usuário de softwares com licenças “alternativas”

@(Leitor(02) > Este é o tipo de usuário que não necessitamos. Fique no Windows mesmo, vocês se merecem.

E, como um filme que passa na Sessão da Tarde que se repete  em loops infinitos quando o assunto chega no Market Share do Linux, um  outro leitor deixou sua indignação com a indignação (!!!) do usuário Linux:

@Leitor(03) >  Este é o tipo de visão que trava o Linux.

Como um bom troll que sou (verdade…eu ganho prêmios por isso), postei a visão de usuário de softwares originais, exatamente pelo fato de não ter precisado pagar pelo sistema, entre outras coisas, como valores e “decência”. Confira abaixo:

Não, Leitor(03), realmente, um usuário que não paga a licença de um sistema (no caso, Ubuntu, que não possui custo), usar um software pirata no Linux, que possui alternativas gratuitas, realmente queima a imagem do sistema frente aos fabricantes de software e desencoraja a criação de softwares para a plataforma.

Usar o Linux é uma escolha: liberdade. Você pode ser livre para escolher o software livre ou o pago, mas nós não aconselhamos, tampouco apoiamos quem falsifica ou usa softwares falsificados no Linux.

Não confundir “liberdade” com “libertinagem” é um pouco complicado, mas é possível. Você tem, realmente, a liberdade de usar o que bem entender, inclusive software pirata. Tentar tirar vantagem de tudo é típico da nossa cultura, mas é muito feio mostrar esse tipo de atitude em público. É como associar seu precioso nome a um comércio ilegal de orgãos, sem você ter a menor participação nesse processo. Suja sua imagem.

Para finalizar, com grandes cracks de programas, vêm grandes ameaças de segurança. Podemos dizer que o Linux escolhe seus usuários: Aqueles que prezam a liberdade e/ou DÃO VALOR AO TRABALHO DOS OUTROS, pagando pelo software, quando é o caso e aqueles que têm consciência de seu papel na sociedade. Sé é para trazer o que há de pior do mundo Windows, por favor, não venha para o Linux, mas se for para trazer algum tipo de contribuição, seja bem-vindo!

Obs: Em respeito à opinião e imagem dos leitores acima, seus nicks  foram removidos e a história se desenrolou mais. Para acompanhar todos os comentários posteriores a esse artigo, siga o link do Gizmodo no começo do artigo.

Anúncios

4 opiniões sobre “O Linux escolhe mesmo os seus usuários?”

  1. Oi! Gostei muito do seu artigo, faz tempo que não visito o seu site. Sua resposta foi ótima, sou novo no Linux e não tive dificuldade de me acostumar com o SO e começar a compartilhar conhecimento com a comunidade, continuo a usar softwares livres mesmo tendo a licença do Windows 7 original (que está engavetada). Também não concordo com a falsificação de softwares, temos que apoiar os softwares livres para que eles possam ser melhorados ainda mais. Realmente adorei a afirmação que o Linux escolhe seus usuários e estou muito feliz de ser escolhido (o/).

  2. concordo plenamente, se for para ser livre, não pode ficar escravo nem de programas, quanto mais de sistemas operacionais… eu uso Windows (Original, claro!) e procuro ao máximo não usar softwares craqueados, ao extremo-máximo, mas uso Linux também e procuro aprender usar os recursos que ele me oferece e compara-lo, em termos de usabilidade, com os demais sistemas operacionais. Realmente é um imbecilidade trocar o sistema original por um pirata só porque não consegue craquear um programa, isso mostra o nível que esse usuário tem e sua resposta foi o “xeque-mate”.
    Parabéns pelo artigo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s