Temas propostos para a Central de Programas do Ubuntu 5.0

O time de design da Canonical vem trabalhando duro para trazer um design moderno e arrojado aos itens relacionados ao Ubuntu, e temos visto esse empenho no visual do Ubuntu 11.04 e veremos ainda melhor no 11.10, que usará o GNOME 3.

Desta vez, a proposta vem de revitalização da “Central de Programas do Ubuntu”, uma app store integrada ao sistema e que permite a instalação de programas com poucos cliques e sem a necessidade de ficar “caçando” na web.

O time trouxe desta vez, três mockups (algo como proposta de interface/design) para a próxima versão, (5.0) da app store e realmente as coisas estão muito mais bonitas do que estamos acostumados a ver. Confira:

A primeira proposta chama-se “Ars” e traz um design . Dá um tom de leveza típico dos produtos Apple e possui as seguintes funcionalidades:

  • Aplicações mais votadas;
  • Recomendações de acordo com o contexto;
  • Mais populares;
  • Vídeos de pré-visualização;
  • Múltilplas capturas de telas

A segunda proposta chama-se Albergine e traz uma beleza “rara”. Uma tela carregada de opções que não faz jus ao lema “menos é mais”.

A terceira proposta nos traz um ambiente mais “Ubuntu-Like” em cores e ícones e foi apelidada de “Note-board”.
E você? Qual tema para a próxima versão da central de programas gostou mais?

 

Via OMG! Ubuntu

Anúncios

11 comentários em “Temas propostos para a Central de Programas do Ubuntu 5.0”

  1. Sou adepto da proposta “menos é mais”, mas não gosto de seguir apenas uma só linha, tudo depende do contexto. Beleza? Praticidade? Pós-contemporâneo? Eu amei “Albergine” e vou adot-a-lo assim q estiver disponível.

  2. Muito colorido, muita figurinha, muita coisa na tela atrapalhando… Me dá vontade de usar um “Adblock Plis” ali. E banner de propaganda, então, é de última! Prefiro o Synaptic.

    1. Aham, okay, agora, em que eu estou enganado mesmo?
      Respondendo à pergunta do leitor, realmente, são duas placas básicas para a época atual, que permite alguns jogos, mas não os mais recentes com tudo no máximo (que normalmente é o que um jogador “fanático” deseja).
      A NVidia produz excelentes chipsets graficos, mas a série atual é outra e os games que são lançados atualemente são otimizados para a geração atual de chipsets.
      Já a AMD produz chips de baixo custo e alto desempenho, mas podemos diferenciar um chip de alto desempenho em processamento de vídeo (FullHD, etc) e um chipset que permite rodar os games mais atuais com tudo no “ON/Max”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s