Kinect hackeado com três dias de vida

O grande trunfo da Microsoft na área de entretenimento de 2010, o Kinect, teve seu driver “hackeado” hoje.

Durante a semana, uma empresa chamada Adafruit ofereceu $ 2000 para qualquer pessoa ou grupo que conseguisse desenvolver um driver open source para trazer o Kinect para outras plataformas além do Xbox360. Hoje foi anunciado que alguém finalmente conseguiu cumprir a tarefa.

A empresa de Redmond não ficou satisfeita com a posição da Adafruit, que aumentou a oferta de $ 1000 a $ 2000 em resposta a negativa da Microsoft.

Um porta-voz da Microsoft em entrevista à CNET colocou lenha na fogueira (tradução livre) – “A Microsoft não tolera a modificação de seus produtos. Com o Kinect, a Microsoft construiu garantias de hardware e software para reduzir as chances de adulteração do produto. A Microsoft continuará a fazer avanços neste tipo de garantias” e ameaçou “…e trabalhar em estreita colaboração com as autoridades policiais e grupos de segurança do produto para manter o Kinect inviolável.

Phillip Torrone, editor Sênior da revista Make magazine e um meio-investidor do recompensa revelou à CNET através de e-mail que a ideia por trás de oferecer a recompensa surgiu porque “é um hardware incrível que não deve ficar preso ao Xbox360. A sua câmera de radar ser capaz de capturar video e a distância e a comodidade de um hardware como sensor de entrada (de movimentos) é grande.

Um video no Youtube foi postado mostrando o motor e os sensores do Kinect trabalhando no Windows 7. Confira.

Via Neowin

=-=-=-=-=
Powered by Blogilo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s