Canonical: Quem tem C* tem medo

O Ubuntu Fridge (algo como Geladeira Ubuntu, um blog oficial da distro) trouxe-nos hoje uma entrevista com o CTO (Chief Technology Officer) da Canonical, Matt Zimmerman, que entre outras respostas ao entrevistador, mostrou o lado conservador da Canonical em relação ao Projeto Mono.

Abaixo, a tradução livre:

P: UT: Richard M. Stallman criticou Miguel de Icaza por sua participação no laboratório Open Source fundado pela Microsoft. O que você acha disso? E no contexto deste assunto, como você avalia o Projeto Mono?

mdz-200x267 R: MZ: Miguel e eu nos conhecemos, mas eu não o conheço bem o bastante para comentar sobre suas motivações a fazer este trabalho. Eu não sei o Richard quer também. Posso dizer que é vergonhoso quando membros de nossa comunidade são publicamente atacados publicamente desta forma ao invés de abrir um diálogo para discutir o problema e sua solução.

No que respeita ao Mono, eu acho que é uma valiosa peça de software livre para nós termos. Entretanto, existem riscos envolvidos em escolher a plataforma .NET para desenvolver software livre, porque ela está sob o controle da Microsoft. A Microsoft poderia tirar vantagem disso e atacar o software livre de vários modos. Este seria um ato lógico de autopreservação, e de acordo com suas ações anteriores e declarações de suas intenções.

Ou seja, rapeize, a Canonical tem medo de criar algo suuuuper legal em Mono e vir a Microsoft e dizer que aquilo está protegido por patentes dela…mas vindo da Microsoft, não me abalaria muito mesmo. O Ubuntu vem tomando caminhos invejáveis nos últimos meses e isto pode despertar a ira do gigante de Redmond.

Anúncios

Uma opinião sobre “Canonical: Quem tem C* tem medo”

  1. Na boa. A M$ é como aquele bandido de bairro que todo mundo sabe que está sempre na espreita mas ninguém faz nada pois é conhecido.

    Estou tomando mais conhecimento a respeito dos podres dela agora com esses processos de patentes que está mais comum do que trocar de cueca; e lendo blogs especializados em GNU/Linux.

    Pra quem é usuário de Windows como eu que usei esta plataforma durante 10 anos (até o mês passado), não se importa muito com o que está havendo por que a M$ ainda é grande e não corre sérios riscos, mesmo com suas concorrentes inovando a cada oportunidade.

    Eu raramente utilizo Windows, e quando faço é por necessidade. Mas não irei instalar o Windows 8, nem pretendo indicá-lo a terceiros por dois motivos: o sistema ficou uma porcaria; e o mais importante, por essa sujeirada de boot seguro que a M$ está tentando implantar.

    Essa empresa tem a mania de achar que os PCs são dela, e “queremos oferecer a melhor opção para o usuário”, mas quem é a M$ pra dizer o que é bom ou não no PC que *eu* estou pagando? Ele me pertence é de minha liberdade escolher o que é melhor pra mim.

    É muito petulância!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s